quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Liberdade Aprisionada

Esta tudo escuro, mas não aqui em algum lugar dentro de mim.
Eu não compreendo, nunca entendi essa necessidade de você perto de mim.
Quando olho nos teus olhos encontro o caminho.
Não sei se é a estrada certa, mas eu decido sempre por seguir.
Quando estou no seu colo estou no meu ninho.
Onde protegida sempre consigo reagir.
Mas quando te vejo frágil em meus braços,
Oh sensação incomparável de cuidar de você como se cuidasse de mim.
Porque eu te amo na força do fraco, na malícia inocente, na liberdade que tanto me prende.

2 comentários:

  1. Hummm muito bom paty..isso até daria uma musica linda hehe beijos!! e do sorriso maroto..rsrs

    ResponderExcluir